Sucesso é Ser Feliz e Contribuir para a Felicidade Alheia

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

A imagem é uma publicidade convidando para clicar em um botão. Com os dizeres EXPERIMENTE CLICAR E DESCUBRA AGORA COMO É POSSÍVEL FICAR PREPARADO PARA VENCER SEU MAIOR DESAFIO! E um botão QUERO VER AGORA!

Felicidade alheia é tão importante quanto a própria para o mundo ser melhor. Qual é a área da sua vida em que se sente realizado?

Uns se sentem realizados com a carreira porque empregam, com maestria, as competências, as habilidades e as atitudes requeridas para exercer atividade que gostam com louvor. Como resultado alcançam posições hierárquicas favoráveis, são reconhecidos pelo talento evidenciado e são bem remunerados.

Outros se sentem realizados com a vida espiritual. Adquiriram uma intimidade tal com Deus, que conseguem viver em estreita sintonia com o Criador. Tem a fortuna de consultá-lo antes de cada decisão importante que precisem tomar. Conquistaram isso com horas dedicadas à oração e à leitura do livro sagrado.

Outros ainda têm relacionamento conjugal tão primoroso, investem afeto e zelo na vida a dois, e conseguem viver em longa e agradável lua de mel. Sentem-se completos um com o outro – almas gêmeas. Não permitem que o mau humor e os desencontros se sobreponham ao dia. O desejo de fazer o outro feliz é um objetivo tão concreto e factível, que se veem coroados por ambiente alegre e amoroso.

Em qual área da sua vida sente-se realmente satisfeito? Essas experiências relatadas evidenciam que expectativas foram superadas. Havia um ideal de sucesso e ele foi alcançado, até superado.

Para haver mais consciência do nível de felicidade que se possui – se é que é possível quantificá-la – deve-se refletir a respeito das frustrações não vencidas, os limites que se interpuseram no caminho, os quais você não conseguiu superar. Sobrepujar as intempéries, as dificuldades, enxergando-as como limites a serem vencidos é o caminho que o Sociólogo Dr Pedro Demo aponta para a felicidade, que não é outra coisa senão a superação das contradições.

Nesse sentido, vale listar as atuais frustrações. Escrever as áreas da vida que merecem ser mudadas. Situações que incomodam quando são lembradas, que machucam ou desanimam. Aquelas áreas em que não há satisfação e que às vezes você tenta esquecer, mas quando lembradas dói, irrita ou entristece. Elas precisam receber perdão. O seu perdão.

É usual e até compreensível nos dedicarmos às áreas em que somos mais fortes, mais confiantes. A consequência disso, na maioria das vezes, é negligenciarmos outras áreas não menos importantes. Exemplo desse quadro é o profissional que se sente frustrado por não dar a atenção que gostaria à esposa e aos filhos.

Qual é a área em que você percebe que há distância entre o ideal e o real? Seu corpo? Suas finanças? Suas crianças? Sua vida espiritual? Seu casamento? Sua carreira?

Refletir a respeito da felicidade não é romantismo exacerbado, tampouco assunto fora de hora. Afinal, a satisfação da alma e do espírito não devem ser menos importantes do que as notícias econômicas ou as tendências do Mercado. Meditar a respeito da felicidade é prudente e saudável. Além de significar expressiva economia de tempo.

felicidade

 

Se a sua vida está muito diferente do que gostaria que estivesse, isso deve deixá-lo muito frustrado. Se ela estiver um pouco diferente do que você gostaria, provavelmente está estressado com isso.

Dias atarefados parecem ser a regra de vida da maioria. Passa-se o dia preocupado com compras, faxinas, vestimentas, estudos, profissão, quando de súbito nos achamos no vazio de não viver, nem de perto, o que gostaríamos de viver. Quando a situação real está muito distante da desejada, há dor.

Existem duas alternativas possíveis quando a vida não está igual ao ideal, ao almejado: mudar a vida ou mudar o seu ideal. Para ser feliz, não há outra opção. Requer a capacidade de analisar-se. Conhecer-se é fundamental para ser feliz. Conhecer também seus limites para depois visualizar suas potencialidades.

Nesta busca há de se considerar duas importantes regras de bem viver: buscar o crescimento pessoal e contribuir para o crescimento alheio. Ao colocar em perspectiva o modelo de vida, faz-se sensato refletir a respeito do que realmente se deseja, pensar por que o objetivo pretendido é realmente significativo para você.

Confira outros posts do blog alta performance que podem ajudar você a aumentar seus níveis de felicidade:

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog