Corpo Saudável

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

A imagem é uma publicidade convidando para clicar em um botão. Com os dizeres EXPERIMENTE CLICAR E DESCUBRA AGORA COMO É POSSÍVEL FICAR PREPARADO PARA VENCER SEU MAIOR DESAFIO! E um botão QUERO VER AGORA!

Corpo Saudável é uma necessidade para seguir a rotina puxada dos dias atuais. Já ouvimos muito a respeito da importância de uma alimentação saudável. Comer frutas, legumes, peixes de águas profundas, alimentos in natura sem agrotóxicos.

Sem agrotóxicos porque ao adotar o hábito de comer frutas, verduras e legumes, passamos a ingerir também o veneno utilizado para matar as formigas e demais pragas que insistem em destruir as lavouras.

Por causa disso, a procura por alimentos orgânicos tornou-se sinônimo de vida saudável, afinal, de que adianta comer esses frutas e verduras se estão contaminados com toxinas? Aliado a isso, é importante saber que existem refeições que são inflamatórias e outras que não são.

Mais essa agora… Na verdade, essa informação não é fruto de pesquisa nova. Porém, ainda precisa ser mais divulgada. Ocorre que os alimentos têm comportamentos diferentes quanto à entrada na corrente sanguínea: uns estimulam mais a produção da insulina e outros menos. A insulina, que é produzida pelo nosso organismo, não pode ficar em níveis muitos elevados.

O melhor é evitar ao máximo que haja alta subita de açucar no organismo. Existem pelo menos duas formas de evitar essa ação inflamatória: todas elas estão relacionadas com o tipo, qualidade e a combinação dos alimentos.

Os carboidratos que tem alto índice glicêmico são rapidamente absorvidos  e elevam extantâneamente a taxa de glicose no sangue,  em consequência, libera insulina. Resultado:  muitos radicais livres no organismo.

De forma bem simples para você nunca mais se esquecer: as moléculas de carboidratos estimulam aquela glândula, o pâncreas, a produzir insulina e jogá-la no sangue. Essa quantidade de insulina causa a entrada da glicose nas células e pode levar à hipoglicemia, com todos os seus efeitos, como moleza e até desmaios. Além dos “brancos” que acontecem na hora de provas, palestras etc.

Mas, os efeitos danosos não param por aí. Quando a taxa de glicose fica muito tempo elevada, a produção dos radicais livres é aumentada, e o colesterol LDL é oxidado, iniciando o processo de arteriosclerose que pode causar também aumento da pressão arterial. Ou seja: uma bomba relógio.

Como evitar essas refeições inflamatórias? Alguns médicos sugerem escolher os carboidratos pelo tamanho das partículas. Optar pela maiores: os grãos integrais; os alimentos crus; as frutas, ao invés dos sucos. Outra estratégia é começar comendo proteínas, depois carboidratos de baixo índice glicérico, antes de ingerir um com índice glicêmico mais elevado.

Por isso fique atento: uma boa alimentação precisa, necessariamente, balancear bem proteínas, carboidratos e gorduras. Além de escolher bem as melhores opções de cada um desses elementos.


Download da Revista

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog