Ancestralidade e um Futuro de Alta Performance

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

A imagem é uma publicidade convidando para clicar em um botão. Com os dizeres EXPERIMENTE CLICAR E DESCUBRA AGORA COMO É POSSÍVEL FICAR PREPARADO PARA VENCER SEU MAIOR DESAFIO! E um botão QUERO VER AGORA!

Sua ancestralidade pode determinar o seu futuro?

Uma sábia reflexão do Pr Caio Fábio, nos leva a entender que em geral é na terceira geração que a influência de alguma cultura perversa começa a ser percebida como algo inadequado e portanto necessário ser combatido ou rejeitado. Nessas oportunidades, a pessoa se revolta e se recusa a perpetuar um padrão comportamental destrutivo.

Na verdade, nesses momentos ocorre a conscientização de um mal herdado geração após outra e cultivado de pais a filhos, sem que nenhum dos familiares questionasse essa suposta predestinação . Para alguns religiosos, quando se consegue romper essa cultura herdada há uma “quebra de maldição”.

Porém, muitas vezes, esse padrão comportamental se perpetua porque os herdeiros entendem que é uma espécie de carma, e de que a respeito disso não há nada que se possa fazer para mudar. É como se fosse uma herança genética impregnada no DNA de todos que nascem naquela família. Um pacto do mal.

Mas, embora não haja traços genéticos determinados pelos genes dominantes no genótipo do indivíduo, alguns traços comportamentais são aceitos por famílias como se houvesse dominância biológica.

Assim, frases do tipo: os homens da minha família são todos casmurros e geniosos, e as mulheres são muito dominantes, mandonas – são declaradas em muitas famílias.

Como constata o reverendo, “são idiossincrasias psicológicas, são cultos a determinados princípios comportamentais que vão sendo alimentados de geração a geração”.

Muitas vezes, uma pessoa percebida como o chefe do clã propaga determinada crença a respeito de atitudes características dos homens da família, e eles aceitam aquilo e replicam para seus filhos que passam a seguir certos padrões e a adotar e cumprir essas diretrizes sem questionar se são coerentes ou não, ou se é possível agir de forma diferente.

Quando algum membro da família quebra esse padrão psicológico e constrói um novo mindset, a história familiar é alterada por completo.

O momento da mudança só acontece quando há uma indignação, uma insatisfação manifesta, um desejo e uma intenção deliberada de alterar, de viver outra história. É o que podemos chamar de breaktrhough, a quebra, a mudança.

Ser capaz de seguir em frente de acordo com valores, princípios e sabedoria é obtido quando a pessoa entende o porquê da própria existência e solta as amarras que a separa de uma vida plena.

 

Confira outros posts do blog alta performance:

Conheça e siga nossos Canais nas Mídias Sociais. Interaja e fale conosco pelos nossos perfis e saiba das novidades em primeira mão.
Twitter
 Facebook Instagram Youtube

ancestralidade. Ancestralidade é determinante? Não, não é!

 

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog