Porque Precisamos Fortalecer nossa Identidade Coletiva

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

A imagem é uma publicidade convidando para clicar em um botão. Com os dizeres EXPERIMENTE CLICAR E DESCUBRA AGORA COMO É POSSÍVEL FICAR PREPARADO PARA VENCER SEU MAIOR DESAFIO! E um botão QUERO VER AGORA!

Identidade Coletiva – Somos animais sociais, precisamos do relacionamento com o outro para desenvolvermos o senso de pertencimento, para aprendermos a tolerância, o respeito as regras de bom convívio social. Para ver o mundo por meio dos olhos do outro, para perceber as diferenças de percepções e a riqueza de aceitar opiniões completamente diferentes das que julgamos certas e mesmo assim continuarmos respeitosos e amigos.

É na relação com o outro, que percebemos nossa individualidade e que aprendemos o valor da liberdade. Só no convívio com o outro, experimentamos nossa humanidade e nos desenvolvemos como seres humanos.

É no dia a dia, no convívio, que percebemos nossas virtudes e nossas fraquezas e que compreendemos que o caminhar é também coletivo porque dependemos do outro.

Passamos a maior parte da nossa história evolutiva em pequenos grupos. É nas relações cara a cara que aprendemos a coreografia do altruísmo e nas quais desenvolvemos os dons divinos, que desenvolvem nossa natureza humana: amizade, lealdade, amor, compaixão, fraternidade, longanimidade.

Quando temos muito do “eu” e pouco do “nós”, como vivenciamos agora na nossa sociedade pós-moderna, nos tornamos sós. Coletivamente sós.

Assisti recente palestra do Rabino Lord Jonathan Sacks na qual ressaltou que para fortalecermos o nosso futuro “eu” é imprescindível fortalecermos o nosso futuro “nós” em três dimensões: a social, a identitária e a de responsabilidade coletiva.

identidade coletiva

Fortalecer o “nós” na Dimensão Social:

Precisamos fortalecer o “nós”na relação e isso acontece na interação com pessoas diferentes de nós porque são elas que nos fazem crescer.

Nesse sentido, os amigos do facebook, do instagram e de outras redes sociais que usam ferramentas para aproximar pessoas com gostos e interesses semelhantes não contribuem para que haja essa rica interação.

E o problema maior de nos cercarmos de pessoas com as mesmas perspectivas, opiniões e até preconceitos que os nossos é que nos tornamos radicais, muitas vezes extremamente radicais.

Na verdade, precisamos nos relacionar com pessoas com pontos de vistas diferentes dos nossos. Experimentar discordar fortemente de alguém, mas permanecer amigo. Aprender a orientação do apóstolo Paulo quando diz para suportarmos um ao outro em amor.

 

Fortalecer o “nós” na Dimensão da Identidade Coletiva

No caso da dimensão identitária é necessário que estejamos cientes da nossa história, de quem nós somos e do porquê para fortalecer nossa identidade coletiva.

Portanto, é importante conhecer aqueles que nos antecederam, o que fizeram, qual o contexto em que viviam quando se decidiram por esse ou por aquele caminho para que saibamos quem éramos, quem somos e quem podemos ou queremos ser.

Vale lembra outra citação bíblica na qual Deus ordenou ao povo, depois de atravessarem o Jordão, que fizessem um monumento de doze pedras referente às doze nações como memorial às futuras gerações do que o Senhor fez por eles.

Os judeus há mais de 2.000 anos são espalhados ao redor do mundo, misturados e exilados, mas continuam cientes de sua história porque ano após ano, contam ela a si e as novas gerações, participam de rituais que relembram a escravidão, a aflição e os compromissos assumidos pelos seus patriarcas.

Precisamos aprender a contar nossa história ano após ano às novas gerações. Há várias pessoas que nos antecederam que contribuíram de várias maneiras para vivermos hoje dias melhores. Pessoas generosas que compartilharam seus conhecimentos, seus ensinamentos, suas riquezas pessoais conosco. Precisamos relembrar essas pessoas, se isso acontecer, fortaleceremos nossa identidade coletiva.

No Karate, por exemplo, isso deve ser cultivado na valorização dos que, como o Sensei Yasutaka Tanaka, desbravaram o caminho do conhecimento e  disseminaram a prática dessa Arte Marcial, relembrando para as atuais e futuras gerações a origem da nossa história.

 

Fortalecer o “nós” na Dimensão da Responsabilidade:

Por fim, a dimensão referente a responsabilidade deve ser fortalecida porque nós todos somos responsáveis pelo nosso futuro. Deveríamos saber que não é nenhum salvador da pátria, nenhum líder, nenhum super herói que vai solucionar todos os nossos problemas, mas nós todos juntos!

Nós somos os únicos capazes de nos salvar de nós mesmos.

Assim, quando entendermos isso e agirmos em conformidade com esse entendimento fortaleceremos essa dimensão. Isso se refletirá em deixarmos de lado a política do “eu” e praticar a política do “nós”.

Assim, passaremos a cuidar da saúde de todos, da educação de todos, do bem estar de todos, da prosperidade de todos, da riqueza de todos.

Essa é a condição para nos tornarmos uma nação forte, a morada de um povo feliz, fortalecido em sua identidade comum.

Oss!

Carla Ribeiro – carateca

Você pode assistir a gravação do Programa ALTA PERFORMANCE com CARLA RIBEIRO no CANAL ALTA PERFORMANCE.

Assine o canal alta performance e assista a outras séries e entrevistas sobre alta performance, autoconhecimento e muito mais. Inscreva-se!

Confira outros posts do blog alta performance:

Conheça e siga nossos Canais nas Mídias Sociais. Interaja e fale conosco pelos nossos perfis e saiba das novidades em primeira mão.
Twitter
 Facebook Instagram Youtube

Identidade coletiva.

 

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog