Demian Maia: Como Tornar-se Mentalmente Forte

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

Banner publicitário com fundo amarelo e escritos em amarelo: palestra exclusiva - . E escrito em branco: COMO TER UMA MENTE PREPARADA PARA VENCER. Logo abaixo,  APROVEITE, ASSISTA E PEGUE SEU CUPOM ESPECIAL. Ao lado esquerdo uma foto da carateca Carla de quimono branco e faixa preta segurando duas espadas e a logomarca CVMD. A direita 3 logomarcas CBKB, PANAN, WAKO.

É possível tornar-se mentalmente forte?

Mentalidade Forte: Uma Análise Científica Profunda

No vasto panorama da psicologia contemporânea, a noção de mentalidade forte emergiu como um campo de estudo crucial. Pesquisadores, incluindo o renomado Dr. Benjamin Hardy e outros especialistas, têm se dedicado a desvendar os segredos por trás dessa característica tão essencial para o sucesso e bem-estar humano. Neste artigo, mergulharemos nas descobertas científicas mais recentes sobre a mentalidade forte, explorando suas definições, características, benefícios e técnicas para cultivá-la.

Definindo a Mentalidade Forte

A mentalidade forte é um conceito multifacetado que engloba uma variedade de traços psicológicos e comportamentais. Em seu cerne, está a capacidade de enfrentar desafios, superar adversidades e persistir diante das dificuldades. Não se trata apenas de resiliência, mas também de uma disposição para o crescimento e a autotransformação.

Os Elementos Fundamentais da Mentalidade Forte

  1. Resiliência: A resiliência é a capacidade de se recuperar rapidamente de contratempos e traumas. Indivíduos com mentalidade forte tendem a ver as adversidades como oportunidades de aprendizado e crescimento, em vez de obstáculos intransponíveis.
  2. Determinação: A determinação é a força de vontade para persistir em direção a metas de longo prazo, mesmo quando enfrentando obstáculos significativos. Pessoas com mentalidade forte são motivadas e focadas em seus objetivos, e não se deixam abater por contratempos ou críticas.
  3. Flexibilidade: A flexibilidade mental é a capacidade de se adaptar a novas circunstâncias e mudanças de plano. Indivíduos com mentalidade forte são capazes de ajustar suas estratégias conforme necessário, sem perder de vista seus objetivos finais.
  4. Autoeficácia: A autoeficácia é a crença na própria capacidade de alcançar sucesso em situações específicas. Pessoas com mentalidade forte confiam em suas habilidades e competências, o que as torna mais propensas a enfrentar desafios com confiança e determinação.

Os Benefícios da Mentalidade Forte

A pesquisa científica demonstrou uma série de benefícios associados a uma mentalidade forte. Estes incluem:

  1. Melhor Desempenho Acadêmico e Profissional: Indivíduos com mentalidade forte tendem a se sair melhor em ambientes acadêmicos e profissionais, devido à sua capacidade de lidar com pressão e adversidade.
  2. Maior Bem-Estar Emocional: A resiliência e a determinação inerentes à mentalidade forte estão associadas a níveis mais elevados de bem-estar emocional e menor incidência de ansiedade e depressão.
  3. Relacionamentos Mais Satisfatórios: Pessoas com mentalidade forte são mais capazes de lidar com conflitos e desentendimentos em relacionamentos interpessoais, o que contribui para relacionamentos mais saudáveis e satisfatórios.
  4. Realização de Metas de Longo Prazo: A determinação e a autoeficácia da mentalidade forte são fundamentais para alcançar metas de longo prazo e realizar aspirações pessoais e profissionais.

Estratégias para Cultivar uma Mentalidade Forte

Enquanto algumas pessoas podem parecer naturalmente dotadas de uma mentalidade forte, a pesquisa sugere que essa característica também pode ser cultivada e fortalecida ao longo do tempo. Aqui estão algumas estratégias comprovadas para desenvolver uma mentalidade forte:

  1. Pratique a Gratidão: Cultivar um senso de gratidão pode ajudar a mudar a perspectiva em direção aos aspectos positivos da vida, mesmo em momentos difíceis.
  2. Defina Metas Desafiadoras: Estabelecer metas desafiadoras, porém alcançáveis, pode estimular a motivação e a determinação para superar obstáculos.
  3. Aprenda com o Fracasso: Em vez de ver o fracasso como uma derrota, encare-o como uma oportunidade de aprendizado e crescimento. Reflita sobre o que deu errado e como você pode melhorar no futuro.
  4. Cultive uma Mentalidade de Crescimento: Adote a crença de que suas habilidades e inteligência podem ser desenvolvidas através do esforço e da prática. Isso promove uma atitude de perseverança e resiliência diante dos desafios.
  5. Cuide do seu Bem-Estar Emocional: Priorize o autocuidado e o bem-estar emocional, através de práticas como meditação, exercício físico regular e conexões sociais significativas.

Tornar-se Mentalmente Forte

A mentalidade forte é uma qualidade essencial para o sucesso e o bem-estar em todos os aspectos da vida. Através de uma combinação de resiliência, determinação, flexibilidade e autoeficácia, indivíduos podem cultivar essa característica valiosa e enfrentar os desafios da vida com confiança e determinação. Ao praticar estratégias como gratidão, estabelecimento de metas desafiadoras e aprendizado com o fracasso, é possível fortalecer gradualmente a mentalidade forte e colher os inúmeros benefícios que ela oferece.

 

O custo dos hábitos

Maus hábitos nos custam muito, afinal são eles que definem o presente e o futuro que viveremos.

Logo, alguns hábitos que prejudicam a força mental é invejar, sentir-se injustiçado pela vida, achar que a sorte só sorri aos outros.

 

Crenças destrutivas

Há 3 tipos de crenças que nos deixam menos efetivos e roubam nossa força mental:

  • crença prejudicial sobre nós mesmos.

Quando nos vitimamos, sentimos pena de nós mesmos.

É claro que podemos ficar chateados quando algo ruim acontece, mas refiro-me a colocarmos holofotes em algum infortúnio que nos acontece.

Então, em ocasiões assim, é comum alguns questionamentos do tipo: por que isso sempre acontece comigo?

Ao fazer-se esse tipo de pergunta, o foco fica no problema. Focar no problema é péssimo porque só ajudar a ter mais dele.

Depois, esse tipo de atitude ocorre porque nos sentimos desconfortáveis com nossos sentimentos de tristeza, raiva, medo, mágoa…

Desta maneira, a única forma de superar isso é passar por esses sentimentos, ao invés de buscar distrações. Encará-los é necessário para vencê-los.

 

  • crença prejudicial sobre outros.

Ou seja, quando damos às pessoas o poder de nos controlar.

Refiro-me a quando damos poder a outra pessoa, ao responsabiliza-las pelas nossas decisões.

Assim, quando dizemos: “eu tenho que trabalhar até tarde”.

Outro exemplo é afirmativa do tipo: “ Fulano me deixa louco”.

Se entendermos que cabe apenas a nós escolhermos a reação que teremos a cada estímulo, entenderemos que o poder está em nossas mãos.

Destarte, o que alimenta nossas crenças prejudiciais em relação aos outros é nos compararmos com eles.

Nessa balança, os outros podem estar em nível inferior ou superior, não importa.

Afinal, a única comparação inteligente é nos compararmos com o que éramos antes.

 

  • a terceira crença prejudicial é sobre o mundo.

Quando achamos que o mundo nos deve alguma coisa.

Então, uma manifestação dessa crença é pensar que “se eu trabalhar duro, eu mereço ter sucesso”.

Porque queremos que o mundo seja justo, cobramos intimamente essa justiça. Mas, o problema é que a vida não é justa, o mundo não é justo.

Consequentemente, não necessariamente seremos retribuídos pelas boas ações.

 

Tornar-se Mentalmente Forte

Desistir dessas crenças não é fácil, mas é necessário para ter força mental.

Na verdade, basta apenas um pequeno hábito prejudicial para desencadear um ciclo vicioso.

Por isso, uma estratégia compartilhada pela terapeuta Amy Morin é listar todos maus hábitos, aqueles que aniquilam as chances de nos sentirmos mentalmente forte, com equilíbrio emocional e disposição mental para agir, e vencê-los diariamente.

Seguem alguns maus hábitos:

  • ressentir-se com o sucesso alheio,
  • comparar-se com os outros,
  • achar-se azarado,
  • focar nos problemas,
  • murmurar,
  • sentir pena de si mesmo,
  • culpar os outros pelas próprias más escolhas,
  • ser pessimista,
  • procrastinar,
  • não ter compromisso com a palavra empenhada,
  • alimentar-se mal,
  • ser sedentário,
  • ser mau humorado, etc.

 

Assim, escolha um mau hábito para eliminar da sua vida, bem como, eleja um bom hábito para adotar a partir de agora.

 

Como tornar-se mentalmente forte

Confira outros tópicos que podem lhe interessar e acompanhe os vídeos no Canal Alta Performance.

Assine o canal alta performance e assista a outras séries e entrevistas sobre alta performance, autoconhecimento e muito mais. Inscreva-se!

Confira outros posts do blog alta performance:

Twitter Facebook Instagram Youtube

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog