A Insatisfação lhe paralisa ou lhe motiva?

Blog Alta Perfomance

Junte-se àqueles que querem receber conteúdos e estratégias práticas para melhorar a efetividade pessoal!
 

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog

A imagem é uma publicidade convidando para clicar em um botão. Com os dizeres EXPERIMENTE CLICAR E DESCUBRA AGORA COMO É POSSÍVEL FICAR PREPARADO PARA VENCER SEU MAIOR DESAFIO! E um botão QUERO VER AGORA!

Insatisfação lhe paralisa ou lhe motiva?

 Sempre desconfiei da modéstia dos discursos daqueles que afirmam não esperarem muito da vida, por já estarem satisfeitos com o que ela lhes presenteou.

Geralmente são apenas verborragias de pessoas desencorajadas pelo medo de se frustrarem.

Afinal, a inquietude dos que honestamente confessam suas insatisfações com o que alcançaram na vida, sempre me pareceu mais real.

Ora, pois há uma insatisfação na alma de todo ser humano vivente que creio está relacionada à origem, à criação.

Sim, refiro-me ao ocorrido no famoso Jardim do Éden.

Angustia-me a alma saber que herdei essa inquietude por culpa exclusiva de um ser rastejante, que não entendi bem se perdeu as patas no desfecho das maldições, ou se esse réptil já se arrastava pelo Jardim.

Atrevo-me a dizer que a obscura criatura não teria sido decisiva para nosso futuro porque certamente nossos antepassados, cedo ou tarde, seriam atraídos pela maldita curiosidade.

Isso porque a sensação de que o ponto em que estamos não é suficiente, e que no futuro está a condição desejada, é que nos caracteriza.

Ou seja, sempre vemos o mundo em um estado de insuficiência e buscamos sempre preencher, mudar esse cenário.

No extremo verdor dos anos, no dizer do mestre Machado de Assis, presumimos muitos de nós, que a construção de um mundo ideal nos é possível.

Mas, o tempo, que é um bom mestre, diminui tamanha pretensão.

Com o tempo e a maturidade, que pressupõe-se advém com o passar dos anos, o que nos parece possível fazer, ganha nova dimensão, um quadro mais real e bem mais modesto.

Ainda assim, imaginamos novas formas, novas possibilidades, que poderiam florear nossas vidas, mesmo quando tudo está acontecendo razoavelmente bem.

Afinal, estamos sempre curiosos, insatisfeitos e curiosos.

 

UMA CARÊNCIA INFINITA

Assim, com o passar do tempo, com o amadurecimento e, claro, com o estudo, no dizer do mestre, essencial para que a alma não continue infantil, buscamos preencher nossas carências.

Dá-se então a mudança do estado atual para algo mais parecido com o futuro desejado.

Tudo para sairmos do presente deficiente e penetrarmos no que consideramos invariavelmente melhor.

Então ocorre o progresso, o desenvolvimento, o crescimento pessoal.

Afinal, se esta não fosse nossa percepção, ficaríamos estacionados, não agiríamos.

Quanto mais nos aproximamos da visão desejada, mais o gosto pelo sucesso e pelos encantos dos aplausos nos enfeitiça os sentidos, ao ponto de novamente comermos do fruto proibido.

Essa não é decerto a lei dos que se encantam com as obras benevolentes, ou seja, em servir, mais do que ser servido.

Mas, decerto é a exceção, não a regra.

Afinal, a pulsão pelo egoísmo arrebata aqueles que não dedicam horas do seu dia à busca pela excelência humana.

Ocorre que é exatamente a insatisfação que pode nos fazer avançar, também melhorarmos como seres humanos.

Daí, uma vez que sempre contrastamos o que é com o que poderia ser, precisamos focar no que pode vir a ser.

Refiro-me às suas reais possibilidades de desenvolver-se para além das barreiras do seu ser atual.

Meu convite a você é construir algo inusitado em você hoje.

Perguntando-se se existe alguma coisa na sua vida, que você precisa focar para dar um novo arranjo.

 

VOCÊ FOCA SELETIVAMENTE

É preciso focar porque na verdade, apenas uma parte dos nossos olhos tem capacidade para captar em alta resolução.

Assim, nós vemos apenas o que focamos, o resto, que é quase tudo, passa desapercebidamente.

Ou seja, somos cegos para a maioria das coisas que acontecem à nossa volta e à nossa vista.

Em outras palavras, um mundo complexo acontece à sua volta, enquanto você foca nas suas particularidades, no seu mundinho.

Portanto, quando a vida parece amaldiçoada, é importante descobrir como mudar o foco.

Mas, você não consegue enganar suas estruturas perceptivas. É preciso ir mais a fundo.

Assim, utilizar uma estratégia é decisivo. Por exemplo, a técnica da Caracterização de Poder, do método Como Vencer em Momentos Decisivos é uma ótima alternativa.

Se agrada ao leitor, abordaremos mais esse assunto.

 

 

 

Confira outros tópicos que podem lhe interessar e acompanhe os vídeos no Canal Alta Performance.

Assine o canal alta performance e assista a outras séries e entrevistas sobre alta performance, autoconhecimento e muito mais. Inscreva-se!

Confira outros posts do blog alta performance:

Twitter Facebook Instagram Youtube

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

ATENÇÃO

*Eu quero receber os e-mails e informações do blog